Notícias

Taberna Portuguesa alia a tradição e o novo em bacalhau e frutos do mar

31/08/2009

Desde 1979 o sabor da comida lusitana se faz presente em Cuiabá, encantando um número cada vez maior - e mais fiel - de clientes. É a Taberna Portuguesa, restaurante que tem história e tradição na capital mato-grossense.

Comandado pelo casal Bento Abraços e Sônia Cassol Abraços, a casa é a única da cidade especializada em bacalhau e frutos do mar, com uma variedade considerável de pratos envolvendo as iguarias.

Há 30 anos, o português Bento abriu um modesto estabelecimento, a "Petisqueira", na Avenida Tenente Coronel Duarte ("Prainha"), onde servia apenas entradas para acompanhar bebidas, como casquinha de siri, manjubinha, sardinha frita, caranguejo e, claro, o sempre famoso bolinho de bacalhau.

Os sabores inconfundíveis dos petiscos preparados por Bento e o clima aconchegante fizeram nascer uma clientela fiel, que se mantém assim até hoje. Desde a Petisqueira há clientes como Rodrigues Palma, Antero Paes de Barros, Anildo Lima Barros, Osvaldo Sobrinho, Roberto França, Jaime e Júlio Campos, todos nomes notáveis da cuiabania e da política estadual.

Anos depois a Casa migrou para a Avenida São Sebastião e o cardápio cresceu. Além dos petiscos, pratos com carne de coelho, perdiz e cordeiro. Depois, os frutos do mar e os pratos à base de bacalhau foram sendo incorporados ao cardápio. Afinal, em um lugar tão longe de qualquer litoral e com cultura tão peculiar, um menu apenas de frutos do mar dificilmente emplacaria.

Mas, Bento foi ousado e o que parecia distante aconteceu. Hoje, a Taberna trabalha predominantemente com frutos do mar e bacalhau, e faz sucesso, consolidando-se como um dos espaços mais tradicionais da gastronomia local. Há seis anos, o estabelecimento encontra-se na Avenida Ipiranga, no Bairro Goiabeiras, em uma construção espaçosa e com traços portugueses.

Sônia alerta, no entanto, que tradição não é sinônimo de longevidade. "Não pode acomodar. O segredo é a inovação".

Inovar, neste caso, significa acrescentar. Porque os clientes da Taberna jamais deixariam que Bento ou Sônia deixassem de servir as tradicionais entradas, tantas vezes pedidas desde o fim da década de 70. Sem o mesmo bolinho de bacalhau de sempre, jamais!

A cozinha de Bento e as homenagens

Todos os pratos que são adicionados ao cardápio da Taberna Portuguesa são criados e testados por Bento. Ele é a alma da cozinha, embora hoje não passe a maior parte do tempo por lá. Ele faz o trabalho de criação, depois passa dias e dias ensinando os cozinheiros, detalhe por detalhe. Quando o prato está ao seu gosto, ele cumpriu sua missão e sai da cozinha. Até que queira criar outro.

O envolvimento do proprietário na cozinha permite coisas interessantes como homenageadas no cardápio. A filha de Bento e Sônia, Ana Carolina, tem um Spaghetti com frutos do mar que leva seu nome, por exemplo.

Uma história tocante é a do Arroz de camarão Armantes. Um cliente muito fiel, Armantes, sempre que ia ao restaurante pedia um prato e solicitava uma pequena modificação, a retirada de um ingrediente.

Foi quando Bento resolveu homenageá-lo, colocando no menu o prato do jeito que o amigo sempre pedia. Alguns meses depois, Armantes faleceu. Hoje, amigos, filhos, netos e outros familiares vão à Taberna e pedem o prato, sempre o Arroz de camarão Armantes.

O Cardápio

As opções são muitas. Mas sempre há aquelas mais "queridinhas", líderes de preferência. Dentro as composições com bacalhau, as mais pedidas são o Bacalhau Grelhado, Bacalhau ao Forno, Bacalhau à Amaury (homenagem a um cozinheiro). E, entre os frutos do mar, os clientes não resistem à tradicional Paella e o completo Mar na Taberna, lançado há 10 anos. Este faz jus ao nome e traz à mesa camarão ao alho e óleo, lagosta no bafo, arroz de mariscos, maionese de legumes e acompanhamentos.

De entrada, além daquelas que já faziam sucesso desde a Petisqueira, há rã, lula à milanesa, caldo verde e outros. A lula, juntamente ao polvo, salmão e outros frutos do mar dão sabor e aroma ao cardápio.

Democraticamente, há algumas poucas - e suficientes - opções de pratos com carne bovina e de frango. Como sobremesa, doces da região e o Pastel de Belém, típico doce português.

Para acompanhar tudo isso, há uma carta com aproximadamente 200 rótulos, passando pelos portugueses e indo aos nacionais, argentinos, chilenos, australianos, italianos, espanhóis, franceses e sul-africanos, com preços que vão de 33 a 425 reais.

O Espaço

A Taberna Portuguesa também atende eventos. A Casa possui três salões diferenciados para melhor atender. Um com capacidade para 110 pessoas, outro para 50 e, o terceiro, para 40.

Os horários de funcionamento são das 11h às 14h30 para o almoço e 18h às 01h para o jantar. Reservas pelos telefones (65) 3321-3661 e 3322-0743. Há também o serviço de entrega, e o cardápio completo pode ser conferido na internet, no endereço www.tabernaportuguesa.com.

Fonte: Olhar Direto

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?id=47336#!prettyPhoto